Imprimir Fechar
você está em    Projetos  

Mobilidade Sustentável

Plano Diretor de Mobilidade Urbana é um amplo projeto que visa transformar e melhorar o fluxo de pessoas e transporte nas vias urbanas de Santa Maria, de forma sustentável.

Linhas estratégicas básicas


* Converter ao pedestre no principal protagonista da mobilidade na cidade;
* Fomentar a utilização do transporte público;
* Empreender atuações que ajudem a melhorar a circulação de veículos na cidade;
* Favorecer outros meios de transporte alternativos: bicicleta;
* Organizar o espaço para o estacionamento em superfície, desestimulando uso indiscriminado do automóvel privado;
* Fazer da dissuasão e a prevenção a base da disciplina circulatória na cidade;
* Conseguir uma distribuição de mercancias ágil e uma carga e descarga ordenada;
* Melhorar a segurança viária;
* Conseguir uma mobilidade mais respeitosa com o médio ambiente;
* Fazer da formação e a informação as chaves para um melhor futuro.

Linhas estratégicas básicas específicas

Pedestres
1. Melhorar as condições dos pedestres de forma geral na cidade, e de forma prioritária nas vias dos bairros da cidade em que há maior presença de pedestres e ao redor dos grandes centros atratores (zonas comerciais, hospitais, escolas...).

Bicicletas
2. Promover este meio de transporte para os deslocamentos da proximidade (3-5 km) e naqueles que as condições topográficas da cidade o permitam, estabelecendo espaços para a circulação e para o estacionamento (bicicletários e paraciclos).

Transporte Público
3. Reordenar e simplificar a rede de transporte público para fazê-la mais racional e entendível para os usuários;
4. Esta nova ordenação deve ir acompanhada de melhoras na informação, operação, melhoras infraestruturais;
5. Detectar corredores de transporte público com maior demanda e analisar a viabilidade de sistemas de capacidade media.

Transporte Privado
6. Melhorar a fluidez do tráfego e as condições de segurança nos pontos conflitivos;
7. Racionalizar o uso do veículo privado e ordenar os espaços dedicados a este modal em algumas zonas da cidade;
8. Propor um novo esquema circulatório na cidade que priorize os sentidos únicos. Desta forma se minimizam os pontos de conflito, melhora-se a capacidade das vias, especialmente nos cruzes . Esta solução também permite ganhar espaço para outros usuários da via pública como o transporte público os pedestres ou as bicicletas;
9. Reorganizar o estacionamento em determinadas áreas da cidade para conseguir uma política coerente com a mobilidade sustentável.

  • João Vilnei

    João Vilnei

Dynamika