Imprimir Fechar
você está em    Notícias  

Prefeitura realiza primeira reunião do Conselho Superior do Instituto de Planejamento de 2017

28/03
Conselho Superior/Maurício Araujo (Mtb 17.781)
Ocorreu no final da tarde de segunda-feira (27), a primeira reunião do Conselho Superior do Instituto de Planejamento (Iplan). Representantes da Prefeitura e de entidades do Município participaram do encontro, coordenado pelo presidente do Iplan, Vilson Serro. Além do orçamento, os conselheiros discutiram sobre as ações que serão desenvolvidas durante os próximos meses.

Aos conselheiros foi apresentado o regimento interno do instituto e suas competências. Na oportunidade, foram destacadas a composição do Conselho e esclarecidas as operacionalidade da autarquia. O presidente aproveitou para apresentar a prestação de contas do Iplan em 2016 e, ainda, projetar quais ações estão previstas para serem colocadas em prática neste ano. 

Conforme Serro, os quatro principais eixos para 2017 concentram-se nas atualizações do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental, da Lei de Uso e Ocupação do Solo, além de leis que devem readequar o instituto e seu quadro funcional. Também estão na pauta deste ano a coordenação da renegociação dos contratos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) com a Caixa Econômica Federal, entre outras propostas.

“Vamos, nesta primeira reunião, avaliar as atualizações para melhorar o planejamento”, explicou Serro.

Os conselheiros, além de aprovar a prestação de contas do ano anterior, discutiram as propostas apresentadas e, junto ao prefeito Jorge Pozzobom, destacaram a importância do planejamento para o crescimento e desenvolvimento da cidade.

“Nosso governo é de planejamento. Vamos estabelecer metas, objetivos e prazos para irmos ao encontro das necessidades do município”, argumenta o prefeito.

O Conselho é formado por representantes da Prefeitura, Centro Universitário Franciscano (Unifra), Ulbra, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Faculdade de Direito de Santa Maria (Fadisma), União das Associações Comunitárias (UAC), Fórum das Entidades Empresariais, Corede, Cacism, entidades sindicais dos trabalhadores, entidades sindicais patronais, Movimento da Luta pela Moradia e entidades de profissionais liberais. 


Fotos: João Alves (Mtb 17.922)
Dynamika